Pequenina minha.

13 de ago de 2009

Levante-se daí, minha pequenina. Já é hora de abrir as cortinas da solidão e deixar que entre pelas frestas, uma luz renovada de esperança.

Por querer do teu coração, vi as lágrimas escorrerem em teu rosto pueril e alcançarem teus lábios. E de onde deveria brotar sorriso, ostentou-se distância, decepção e medo. Foi aí que eu quis te colocar em um potinho e levar-te para casa para poder te abraçar até que as lágrimas secassem e o, coração alarmado, pudesse mais uma vez saber o que é paz. Só que não pude. Tentei te atrair a mim para que lembrastes do caminho reto e poesia, mas não me vistes. Eu até entendo, sei como é tentar controlar um coração quando ele é dado a acessos de desespero mascarado por euforia. Mas tentarei mais vezes. Quantas vezes forem preciso para te relembrar dos sorrisos e do tempo bom. É o meu papel depois de tanta confiança e refúgio desenhados em mim.

Só lhe peço uma coisa: Não chova tanto assim, pequenina... ainda que as lembranças pesem, que as feridas apareçam, que os pés pisem em terra pouco firme e te faça desequilibrar. Foste criada afeto, foste criada força. Quando lhe digo sobre tempo bom, era quando te via como uma menina entregue a sorrisos, sonhos e casinhas. Agora, quando a magia e o faz-de-conta deveriam andar de mãos dadas contigo, já sentes a dor lhe rasgar o peito, deixar cicatrizes na alma e desmoronar com esse mundo de casinhas e bonecas de pano. Nem sequer perdeste a candura do teu castelo e já o vês ruir. Mas por favor, não chova pequenina! É que de tanto sofrer assim, tu atrairás raios e trovões para desabar com tudo, de uma vez.

Ainda que os desenhos da televisão percam o brilho, que os brigadeiros percam o sabor, que as bonecas sejam esquecidas no fundo do baú, há um novo mundo a desvendar. Um mundo onde será preciso mais do que uma folha margeada por flores e lápis-de-cor, onde será preciso se vestir com inteligência e escolhas certas, e provar que se a vida te segura uma esperança, tu também consegues segurar tuas lágrimas de cristal. Mas não deixes que se percam por aí essa tua amabilidade e sensibilidade em me fazer sempre presente. Mais do que racionalismo e estratégias, o mundo precisa de doçura e pureza, assim como as vejo nos teus olhos. É melhor lembrar-te mais uma vez, que és a esperança de dias melhores para mim. Para os que ainda acreditam em pessoas-amor.

Só não chores, minha pequenina. Agora és mocinha, lembras? Uma mocinha que me remete à alguém que sempre foi sinônimo de colo certo pra correr e fortaleza. Alguém que põe estrelas múltiplas nos meus olhos e, me aperta o que levo no lado esquerdo, de orgulho. Ainda que a memória traga pra ti momentos pesados e infelizes, que o coração insista em se debater por quem não lhe enxerga, é preciso ser forte. Alguns acontecimentos vão rasgando de leve e por isso nem doem tanto assim. E depois passam. É assim com todo mundo.

Exale para o mundo a ingenuidade e sinceridade dos teus sentimentos, porque enquanto for assim, eu ainda estarei bem ali reservando o meu melhor abraço, para que nossos corações conversem de perto e saibam como se pintarem arteiros. Inteiros.

Agora vai dormir, pequenina. Te nomeio a guardiã do meu sorriso.



37 comentários:

lpzinho disse...

Bela e altinha Tatá!
Pensei que este post era em minha homenagem ehehe, tenho tantas amigas que dizem q eu tenho a alma feminina e as vezes me chamam de Pequena, etc eheheh
Mas dai, lendo e lendo e lendo.. fui me emocionando e pensando no tanto de sensibilidade que Vc e só Vc tem nos teus posts e pensando tb em como Vc deve ser, assim de perto... perfumada, doce, encantadora, presente, amiga e acima de tudo... aquela pessoa que tem um sorriso confortador, um abraço delicado e honesto... uma garota humana e bonita, apaixonante em gestos e atitudes!!
Meu DEUS... um dia quero encontrar alguém assim pra fazer parzinho!!
Te adoro demais, admiro e adoro muito mesmo! E pela tua forma de ser, escrever e se mostrar... amo muito!!
Beijos do teu menor leitor!!! =)

Beatrix disse...

" Mas por favor, não chova pequenina! É que de tanto sofrer assim, tu atrairás raios e trovões para desabar com tudo, de uma vez. "


Como tudo que vem de ti...um post lindo,verdadeira e encantadoramente envolvente..

gsotei muito.

;*

desilyra disse...

Ameeeeeeeei seu cantinho!
Bjinhos da sua mais nova seguidora ^^

Beatriz disse...

Nossa. Sem palavras.
Meus olhos simplesmente se encheram de lágrimas.
Texto perfeito, incrivél.
Sua sensibilidade é fora do comum.
Você é intensa demais, deveria fazer um livro, web.. algo assim.

Parabens como sempre.
Beijos, boa semana! :*

Bami disse...

Texto lindo demais! Amei.Cada dia que leio seus textos me convenço do que a Beatriz falou ai em cima: vc devia escrever um livro.Muito bom mesmo.
Bjooss

Joyce Carolini. disse...

"Levante-se daí, minha pequenina. Já é hora de abrir as cortinas da solidão e deixar que entre pelas frestas, uma luz renovada de esperança."

Me identifiquei e amei tanto,tanto o seu texto...Que achei que foi escrito pra mim.
Tão lindo e doce!
Senti meus olhos se encherem de lágrimas.

Beijos pra ti Tatá!



P.S.:Amei o seu comentário!

bih disse...

Olá Thaís!
Nossa, estou sem palavras.
Seus posts são lindos!
"Só não chores, minha pequenina. Agora és mocinha, lembras? Uma mocinha que me remete à alguém que sempre foi sinônimo de colo certo pra correr e fortaleza."
Amei!
Obrigada pela visita, postei no hello ^^
Beijos e sucesso :*

Ju Fernandes disse...

Que coisa mais linda...Não tenho mais o que dizer a não ser isso: Lindo!

Beijujubas

Lintia Daar disse...

E com suas doces palavras você encata!
Adorei o texto!
E concordo com os leitores, vc deveria escrever um livro!

BeijO
.Ray

Maria Fernanda disse...

Posso só deixar meu suspiro, moça?

lindo, lindo.

Fabi Celso disse...

Tu só escreve coisas lindas!
Lindo mesmo, fiquei encantada cm esse texto thais, :D

:*

Eloisa disse...

É Tatá, um guaraná iria bem naquele dia. :)
Gostei do teu blog, achei ele lindo. Nao li o post, serei sincera, mas é que as letras sao miudas e essa tela esta forçando meus olhos, lerei em casa.

beijinho

Anaah disse...

nossa, seus posts são tão lindos, amei *-*

Bel disse...

Apenas uma palvra o resto morreu:
LINDO!!!

bjs

Yaas disse...

"Agora vai dormir, pequenina. Te nomeio a guardiã do meu sorriso." sem mais palavras...
LINDO!

Cadinho RoCo disse...

O amor nos concede instantes sensacionais.
Cadinho RoCo

Babado de menina, disse...

"Te nomeio a guardiã do meu sorriso."

que liiiiiiiindo!! Adorei o texto e a nova carinha do blog! =)

ps: quase que choro aqui! hahahahah
meu namorado me chama de pequena! é tão bom ser a pequena de alguém... hihihi

beijão menina! ;***

Daniela Filipini disse...

"Te nomeio a guardiã do meu sorriso."
Quanta inspiração, da até vontade de viver algo assim! *-*

Daniela Filipini disse...

Pode sim :)
Guarde tudo o que quiser! Hehe
Beijos.

Nathália Monte ;D disse...

inspirada em..kkk
ótimo..
beijO

-eu conheço esse layout kkk ;D

Rhana Condado disse...

Me emocionei com o texto,
liiindo, liindo!
Beiijos

Bami disse...

Amei o novo lay! Ficou lindo. Parabéns.
Bjooss

Ágatha Alves disse...

Noooooossa
muuuito bom sinceramente,adorei
n tenho o qeu dizer

beijos querida lindo de mais

Thataah disse...

Por que me perco em seus textos? Simples. Porque são perfeitos e me enchem os olhos de lágrimas. Porque me faz pensar e sonhar e toca meu pobre coraçãozinho. Eu sinceramente amo vir aqui e "perder" alguns minutos lendo palavras tão bonitas e carregadas de um sentimento, mesmo não sabendo ao certo da onde vem. Obrigada pelo seu comentário, você é um anjo, eu também sorrio boba quando te visito e com seu comentário. Adorei seu novo layout xará. Beijos e vou passar sempre por aqui, pode ter certeza. ;D

Letícia disse...

aaah quee lindo indo indo;
vc já sabe que eu nem tenho palavras pros seus posts, né?!
:*

Lady disse...

meeo, muito lindo o texto *.* dá mó força, sabe? as vezes eu acho que vc não percebe o poder que vc tem com as palavras, tatá. faz a gente sentir mesmo, como se a gente visse, como se vivenciasse as coisas que vc escreve.
te nomeio a guardiã dos meus sentimentos de cada dia :)
um beijo, flor!

Lillian disse...

Estou sem palavras.
Seus textos são magníficos, sempre fico encantada com o que você escreve!
Beijos!

kée disse...

eu me sinto até mais feliz quando termino de ler os seus posts, são tão reconfortantes rss palavras delicadas compondo frases perfeitas e o resultado é um post que sempre termina num suspiro e de brinde, água nos olhos *snif* voce nasceu com o dom de brincar com as palavras *o* bJx t_+

Mαrih ♪ disse...

Thaís...
Texto belo e poético. Muito inteligente. Simplesmente genial.
Adorei teus textos e teu blog. Estou te seguindo, ok? Aposto no teu espaço.
Beijos de uma nova fã :*

Luh disse...

Olá dona Tatá!
Olha quem resolveu aparecer, depois de algum tempinho sumida.
Vi sua Love Box, achei ela muito boa, parabéns, viu?!
Para sua alegria, eu atualizei lá no meu Blog, só que é um post um pouco diferente dos outros...
Palmas pra vocês sim! *mesmo assim, obrigada pelo elogio...*. Todos os meus visitantes merecem mil e uma palmas pelo que me fazem sentir...

E seu post, tão lindo! A trancisão da infância para a adolescência é uma fase tão difícil, e você a colocou de um modo tão lírico. Adoreiii *.*!

Beijinhoos, saudades!

mari disse...

Imagina...
Quem não desafina é você!
Lindo texto
beijão

Carolda disse...

Lindo, leve, e crregado de sentimentos. Adorei!
Um beijo!

Desirée disse...

Florrr!
Tem selinho pra vc lá no meu blog e obrigada pela visita
^^
Bjinhos

Francielle disse...

Oi!!!
tem um selo pra vc no meu blog.
:)
http://ela-e-o-castelo.blogspot.com/

Mari disse...

Tatá, mais um texto lindo!
Queria ler um texto desse quando descobri que a vida não era igual aos contos de ada da minha infância.
Parabéns!
Beijos

Anaah disse...

tem selo pra você no meu blog, beeijo *-*

Camila disse...

cada vez eu gosto mais dos seus textos :)
muito bom esse, cada palavra. A parte qe mais gostei foi essa:
(Ainda que a memória traga pra ti momentos pesados e infelizes, que o coração insista em se debater por quem não lhe enxerga, é preciso ser forte.)


bejoos







Design e código feitos por Julie Duarte. A cópia total ou parcial são proibidas, assim como retirar os créditos.
Gostou desse layout? Então visite o blog Julie de batom e escolha o seu!