O teu mundo de contrastes.

19 de set de 2009


Sentada aqui, na tua estante, posso dizer que sei mais dos teus caminhos percorridos do que imagina. E sei tanto, que chego a me surpreender com teus atos tão previsíveis. Tu és tão insegura. Sempre foi e arrisco dizer que sempre serás. Tens esta fisionomia de criança tola querendo ser miúda que só, estes olhos cor-de-mel de um doce que já se amargou e palavras, que em muitas vezes, são intituladas destruidoras de sonhos singelos.

Lembro do dia em que tu soubeste o diagnóstico para a tua tão excessiva e misteriosa tristeza constante. Depressão era a resposta para isso tudo. E nesse dia, eu quis te mostrar que meus ouvidos estariam sempre atentos para ouvir teus lamentos todos, mas tu permaneceste calada desse dia em diante. Eu quis te atrair a mim, para remontar teu coração desde então, despedaçado.

Quando todos quiseram te reerguer desse calabouço que tu insiste em permanecer, eu estava por perto. Tuas crises de insônia, teus gritos sofridos, teus pensamentos pessimistas, e teu choro incansável na procura de razões para continuar, só eu os vi. Quando teus amigos e parentes próximos quiseram te tirar do teu poço angustioso, te jogando cordas, suportes e estendendo as mãos e tu cortaste todos esses laços, eu também estava.

Hoje, eu sou a vida e tu és a boneca. Sou o interesse pelas coisas que te falta em cada olhar. Sou a imagem do Deus que tu pintas cruel, mas que em todo o tempo, apenas quis te tirar as amarras. E te dói ver-me a face porque tenho cheiro da pureza que querias restaurar. Vendo-te assim, com esse humor reprimido, me convenço de que hoje sou a metáfora de todos os teus sonhos e alegrias: esquecida, jogada, deixada para trás.

Meus cachos milimetricamente encobertos de fascínio e meu vestido coberto de flores por todos os cantos são as simbologias que eu criei para tentar te mostrar que tua vida tem que ser assim daqui em diante: encoberta de encantos, recheada de assobios, músicas, sorrisos coloridos e lápis-de-cor para colorir teus dias pretos e brancos. É preciso que entenda que se a vida te segura uma esperança, tu também consegues segurar tuas lágrimas de cristal.

Lembra que ainda que tu tenhas depressão habitando o teu ‘utensílio’ do lado esquerdo, ele ainda é capaz de bater por vida intensa e clamar por aventuras que faltam nos teus dias cinzentos. Ainda há tempo de restaurar teus erros e voltar a ser menina arteira, entregue a sorrisos e esperanças.

Vai alçar vôos altos e longos, menina. E só se permita sair do caminho reto quando for em busca de tesouros em outros trajetos. Leva o teu sorriso aberto, de carona, na tua mochila. Teus cabelos estarão nas nuvens de um céu cor-do-mar nunca visto depois que soube o que tinhas. Tua alma se sentirá livre como um pássaro vistoso que apraza liberdade e tu me tomarás no colo, outra vez.

Uma mão tua carregará os sonhos antigos que foram resgatados. E tua outra mão carregará sementes de afeto, para que semeiem inteiras, no teu jardim de essências.



- Em uma aula de Física, para um trabalho de Redação.

50 comentários:

Pequetito disse...

Tatá...
Eu quero comentar, mas antes preciso dizer... Vc existe? Que fofa, que linda e que modo deliciosamente abusado de ser e me tratar... quer saber, eu nunca poderia esperar o 'anão pequetito'... depois não fique brava se eu me encantar e apaixonar sempre por vc!!!! Altinha linda!!
Me ganhou!
=) Olha... não há reparos a fazer no teu texto, nas tuas palavras doces, nem sempre felizes mas todas as vezes corretas deste texto.
Acho tão simples sorrir, tão leve amar, tão fácil ser feliz, do mesmo modo que sabe-se lá pq nos abatemos demais sem sequer perceber qdo ou como foi.
A medicação contra tudo, eu sei e acredito está na alegria e no amor. Ou na alegria do amor que td mundo tem no coração. Mas, como saber usar, qdo se deixa a visão turva desviar tudo?
Tenho dias de cegueira que meu coração tenta iluminar...

Tatá... amo mto vc minha amiga toda alta, de sorrisos únicos e perfume imaginado sublime! Beijo... do seu AP

↯ Renaata. disse...

Oi, voltei com o blog õ/
Passa lá se puder(;
http://imaginandoideias.blogspot.com/

Obrigaada ;*

Joyce Carolini. disse...

Tatá, Tatá...
Nem sei o que comentar diante de tão bonito texto!
Sobre os seu comentário, eu ameeeei! Tão doce! E sobre a sua sugestão das flores, dá uma olhadinha lá no blog.


Beijos pra ti, girassol!

Kaio Rafael, disse...

eu li duas vezes, e abomino essa maldição que é o tempo de não poder relê-lo mais tantas outras...

E eu, na primeira vez, não gostei, não entendi.
Achei poético, mas não havia me sentido emocionado,
Foi quando eu vi que tava com pressa,
e reli,

ahh, senhorita que ainda não sei o nome,
o que posso dizer?
que eu me lembrei de algumas letras do Raul e da bíblia?
Não, não,
que eu me indentifiquei com toda a metafora e com cada uma das pequenas que vivem no corpo de sua criação?

não, também,

ah,

vou dizer nada,
um silêncio de reflexão,

lindo, senhorita,
lindo,

beijo carinhoso. ;*

Lys fernanda disse...

AMei! Sua conjunçao de palavras é explendido! Voce tem um doom querida, suas palavras sao de extrema emoçao! Nao ha palavras para lhe descrever como voce foi magnifica nesse post.
Querida eu queria tua ajuda em uma coisa, como eu faço pra deixar o meu blog tao personalizado assim como o seu esta?
Me fala em um comentario la no meu blog! Beijoo querida meus parabens.

Bami disse...

Tatá, não vou dizer que eu achei o texto lindo como das outras vezes porque eu simplesmente achei PERFEITOO! Cada vez que venho aqui me surpreendo com o que leio, são textos cada dia mais lindos e mais sensíveis. Esse chegou no limite da sensibilidade. A gente percebe nas palavras o cuidado em escrever bem, a vontade de tocar o leitor. Sem palavras pra descrever o que eu tô sentindo.
Nem preciso dizer que amei né?
Bjooss

Maria Rita disse...

Que lindo! Sério, eu não sei o que comentar porque esse é o texto que realmente eu precisava ler hoje. Teu jeito de escrever é a coisa mais fascinante do mundo.

Beijos.

Márcia Amaral disse...

tão lindo isso que voce falou *-* eu precisava realmente disso pra me sentir bem *-*

Karine Rosa. disse...

Nossa Tatá, que texto lindo, profundo e ao mesmo tempo tão leve. Tão fácil sentir o sentimento de cada palavra, cada vírgula e cada ponto.
E você, claro, sempre fofa e linda nos seus comentários também!

O texto tá lindo e você é uma linda.

Adoro passar por aqui. Sou sua fã.

Beijos

Babih Xavier disse...

Seus textos são inspiradores
dá vontade de ler o dia todo \o

Mıss Mαb. disse...

Está muito lindo.
Quer saber, meus melhores textos (ou menos ruins) vem no meio das aulas. :S
Talvez por que seja a hora que eu mais viajo. :S²

Adorei tudo, beijoos. :D
http://chocolatebitter.blogspot.com/

Lillian disse...

Caramba! Seus textos me fascinam cada vez mais, Tatá!
Adoro vir aqui em seu blog e ler seus textos, pois eles me trazem uma sensação de esperança e otimismo.

E que baita trabalho de Redação, hein? Nota 10 ainda é pouco! :D

Beijos! :*

Jessie disse...

Aposto que fez o professor chorar..amo suas palavras Tá e queria pedir um favor

Tenho uma amiga querida que passa por essa situação e eu ia adorar mostrar suas palavras tão lindas pra ela..posso?Aposto que o dia dela ficará melhor com tanta doçura..

beijos mil..

Liza Santana disse...

Imagino quão empolgante essa aula de física deveria estar..rsrs

Brincadeiras à parte, gosto muito do teu jeito de escrever.
Com uma pitada de fantasia, suas palavras me fazem viajar para o mundo fantástico que é a imaginação, um plano que por algum momento encontra-se esquecido, isolado, a espera de um tom, um impulso, uma força motriz que o faça despertar.
Sua sensibilidade me faz bem, desperta o que há de bom em mim.

Bom restinho de domingo Flor! :D

Bjo

Bill Falcão disse...

Seus textos são inspiradores, Tatá!
Obrigado por sempre acompanhar o Jornal da Lua!
Bjooooooooooo!!!!!!!!!

Lucas Lima disse...

muito bom, meio fantasioso e trazendo luzes a refletir, rs, depressão é algo tão denso e conseguiste explanar levemente, rs
bons dias

Renata disse...

Que texto bonito, que bem escrito. E o melhor: não é real, porque pra mim pareceu triste demais. Ou é?

Beijo.

Daniela Filipini disse...

Fiquei sem palavras!

Beatrix disse...

como sempre,tuas palavras sempre conseguem fazer reavivar algo perdido dentro do meu coração.

Queria que um dia alguem se desse ao trabalho de me dizer tudo isso,de tentar me despertar,me tirar desse dito cujo poço...
mas enquanto essa pessoa não aparece,eu vou tentando escala-lo sozinha mesmo..

;**

Loh_rayne disse...

vc escreve muito beem, parabéns :*

Lady disse...

esse texto me deu a impressão de ser um relato de Deus. não sei porque, mas imaginei que seria algo que Ele diria se pudesse dizer a mim o que vê enquanto olha pra mim o tempo todo. Enquanto me vê feliz, sofrendo ou chorando.
viajei :P
um beijo, Tatá
queria que as MINHAS aulas de física fossem assim tão úteis

Nathállia Motta disse...

Tá muito lindo vc tem um jeito de descrever as coisas tão bem...Você é demais!
amei mesmo
Beijos[amei seu comentário õ/

Lara Monteiro disse...

A próxima Lispector.

Thataah disse...

Ual,são assim tuas redações? Me emociona guria, toda vez que venho aqui. E leio teus textos. Porque ainda não reuniu tudo e tentou publicá-los? Eu seria a primeira da fila por um autógrafo, já disse como sou tua fã xará. Queria ter 1/4 da sua sensibilidade para escrever, ou ao menos para ver a vida com seus olhos. De novo me aqueceu o coração hoje passar por aqui e ler suas palavras cada dia mais doces e profundas. Um beijo da sua fã.. Até breve flor.

Juju disse...

Que profundo teu texto.Não há o que dizer, você escreve de forma esplendorosa.Parabéns, viu?

Beijujubas

Anaah disse...

carama, eu sempre fico boba quando leio seus posts. como vc consegue escrever coisas tão lindas? eu nem sei o que comentar sobre o texto, perfeito, simplismente.
e deve ter tirado a nota máxima no trabalho hein :)
beeijo

gii manucelli disse...

oooi queriida, seus textos são liindos *-* gosto de ler o que você escrevee, e obrigada pelas palavras *-*


beijão ;*

Bella Nogueiira disse...

Seus textos são lindoss

*.*

Voltarei aqui mais vezes. Agora estou sem tempo pra seguir, mas me lembra por favor. Adorei mesmo.

Beijos ;*

[bellanogueiira.blogspot.com]

kée disse...

aaa que meigo é a bonequinhaa!! hauhuahusha tem uma Susy, alias duas Susies{? ou Susys hauhsus} na minha sala, nao sei o que elas falariam de mim ahahushus provavelmente se queixariam pq eu as deixo pegando pó desde que eu fiz onze :S esse texto é pra um trabalho de redaçao? Ja sabe a nota né?? Eu nem falo nada hauhsuhauhsuah bJx t_+

disse...

E as palavras pra dizer o que eu senti? Pra onde foram? rs

Natália disse...

São muitos os sentimentos aqui dentro maiores ainda quando li esse texto. beijos

lpzinho disse...

Linda demais sempre... como te adoro e admiro Tatázinha!!! Saudade e carinho sem fim por vc minha amiga menina altinha!^^

matheus disse...

que bonito!

Larissa disse...

Quem me dera ser assim tão produtiva numa aula de Física. Seu texto está lindo, realmente lindo. Nos faz querer abrir as asas e voar também, com nossas sementes prontas para semear. Que delicada a visão por trás dessa estante, e que reais as fantasias das suas palavras. Todas encantadoras.

Sempre, sempre bom vir aqui.
Um beijo, querida.

Gabriela Castro disse...

Gostei muito do seu texto. Você tem um jeito bem particular de se expressar. Muito lindo tudo isso!
beijos

Silvana disse...

Adoro passar por aqui, teu modo de escrever e expressar o que sente... me comove!

Beijo

Hosana Lemos disse...

"Uma mão tua carregará os sonhos antigos que foram resgatados. E tua outra mão carregará sementes de afeto, para que semeiem inteiras, no teu jardim de essências."

NOSSA!
O.O

Luh* disse...

OMG que texto lindo! muito profundo!
gosto tanto de seu texto!
'' É preciso que entenda que se a vida te segura uma esperança, tu também consegues segurar tuas lágrimas de cristal.''
beijos

Larissa disse...

É quando eu encontro palavras assim, que eu penso que vale a pena andar por esses blogs. :)

bih disse...

Olá Thaís!
Com sempre você arrasa nos textos!
Você vai se dar muito bem como escritora :)
Obrigada pela visita, postei no hello ^^
Beijos e sucesso :*

Mayana Carvalho disse...

"É preciso que entenda que se a vida te segura uma esperança, tu também consegues segurar tuas lágrimas de cristal." SIIM, POREM É DIFICIL..
Beijos

disse...

Odeio quando leio um texto tão lindo e não consigo explicar pra autora o quanto ela me emocionou. Porque lindo é pouco para esse teu texto. Queria saber escrever bem assim... =*

Thaah disse...

"Meus cachos milimetricamente encobertos de fascínio e meu vestido coberto de flores por todos os cantos são as simbologias que eu criei para tentar te mostrar que tua vida tem que ser assim daqui em diante: encoberta de encantos, recheada de assobios, músicas, sorrisos coloridos e lápis-de-cor para colorir teus dias pretos e brancos. É preciso que entenda que se a vida te segura uma esperança, tu também consegues segurar tuas lágrimas de cristal"
preciso dizer mais alguma coisa?
cada dia se superando cada vez mais tatá. :D
beijo :*
P.S.: me mudei \o/ agora estou em (petit-poupee.com) *-*

Carolda disse...

Texto intenso e carregado. Gostei muito, pois uma pessoa muito próxima de mim já passou por isso e sei como é difícil.
Um beijo

Pequetito disse...

Muita saudade de vc, menina toda brilhante!!
Carinho sem fim, amor, alegria de alma e gratidão pela sua amizade e atenção, paciência e presença tão importante no meu coração!! Vc é fofissima Tatá.... menina rara demais!!!
^^ Bjokas... se cuida sempre!

Thais disse...

Nossa amiga, seus textos estão cada vez mais perfeitos! Sim, resolvi mudar para o blogspot, não sei por quanto tempo ainda vou aguentar, me falta inspiração -.- Muitas saudades de vc minha linda, te amo muito ♥

Bill Falcão disse...

Vim ver se tinha atualizado, Tatá!
Não atualizou, mas aproveitei pra reler essas maravilhosas palavras que continuam - e devem continuar - aqui!
Bjooooooo!!!!!!!!!!!

Maari. disse...

Que texto magnífico!
Sua forma de se expressar é linda!

;*

lpzinho disse...

Meuuuu amor de amiga blogueira, altinha e adorada.... que saudade de vc menina!!
Beijo... se cuida viu??

Camila disse...

*------*
(Hoje, eu sou a vida e tu és a boneca.)
me lembrou infanciia, um texto gostoso de ler.


bjoos







Design e código feitos por Julie Duarte. A cópia total ou parcial são proibidas, assim como retirar os créditos.
Gostou desse layout? Então visite o blog Julie de batom e escolha o seu!