O esboço poético de nós dois.

6 de out de 2009

Se eu não carregasse uma boa parte tua dentro de mim, eu não me contornaria tela onde tu pudesses pousar com todas tuas cores reluzentes de aquarela. Eu não iria querer voar de pétala em pétala para ver teu andado rápido e invocado, sempre trilhando caminhos seguros e convidativos. Não abriria um sorriso bobo por onde exalasse ternura com qualquer palavra tua, contando os dias e minutos para ver teu sorriso sincero.

Se eu não carregasse uma boa parte tua dentro de mim, eu não ficaria ensaiando mil maneiras de te demonstrar afeto, ainda que eu cole declarações de amor em cada gesto meu. Eu não vestiria essa minha pose de indiferente quando te vejo pousando em outros portos. Tu bem sabes que por dentro, é tudo chama de ciúme que corrói aos poucos.

Se eu não carregasse uma boa parte tua dentro de mim, eu não teria meus olhos inundados de nuvem de chuva, ao ler um recado comedido e sincero da tua parte. E da minha, puro desequilíbrio. Eu não voltaria para casa com a ilusão me mostrando que o mundo inteiro foi meu, por tempo muito. E não ousaria arrancar os pés do chão nem por um segundo, se não fossem tuas palavras doces e carinhosas me emprestando asas e me indicando bons caminhos para voar. Se eu não carregasse uma boa parte tua dentro de mim, eu iria ouvir Tua palavra, tua história, tua verdade fazendo escola, tua ausência fazendo silêncio em todo lugar e não me permitiria fugir daqui, por alguns minutos e me perder em momentos nossos.

Se eu não carregasse uma boa parte tua dentro de mim, eu não iria encontrar motivos saborosos em ser sensível assim. Se não fosse o valor exagerado que tu dás a isso, eu ia achar que ser sensível era mais um defeito disfarçado de virtude para fazer doer. Ainda que tu insistas em me dizer, que é isso o que me torna mais afável e intensa em ti.

Se eu não carregasse uma boa parte tua dentro de mim, meus dias não se pintariam cinzentos, ainda que tenha nascido pra ser aquarela, com a tua maneira de não se importar. E sobre isso bater de forma agressiva no meu interior. Eu não ia querer ficar triste, fazer bico e me pintar angústia, só para tentar ganhar um aconchego teu. Mas já deu pra perceber que contigo isso de auto-piedade não cola. Tu me ensinaste desse teu jeito racional e seguro de amar, que fuga não significa proteção, e que mesmo que os passos sejam trôpegos e os tombos doloridos, sempre há tempo de me reerguer e me construir fortaleza. Inteira.

Se eu não carregasse uma boa parte tua dentro de mim, eu não entenderia o poder de um abraço. Nem encontraria por debaixo de tudo, um amor incondicional que eu nunca imaginei que existia, que faço questão de dobrar, colocar em um envelope lacrado de ternura e entregá-lo inteiro para ti. E com os dedos ainda melados de amor, deixaria marcas suaves em tudo que ponho a mão.

Se eu não carregasse uma boa parte tua dentro de mim, não ficaria passando e repassando cenas e falas na minha mente, diariamente. Na esperança de que assim, eu saberia fingir racionalidade ao me dirigir à tua presença, mesmo sabendo que na hora tudo se esvai. A coerência da voz, os gestos, os atos ensaiados. E basta me olhar para que eu troque de lugar cada interjeição que eu jurei proferir de maneira certa.

Se eu não carregasse uma boa parte tua dentro de mim, me perderia em pequenos detalhes. Mas acontece que eu levo um trejeito, gesto, pedaço inteiro teu, em cada canto meu. Te peço emprestado o teu colírio de doçura e pingo uma dose extra de cintilar em cada olhar. Te entrego uma nota simples e te vejo transformá-la rápido, em canção. Me entrega sorrisos, beijos, atenção, compreensão e firmeza e os transformo em amor. Detalhes, pequenos detalhes desse nosso sublime encaixe de amar.


Volteigente.Semprevolto.

33 comentários:

raquel disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Juliana disse...

Que fofo esse texto!=)
É sempre bom carregar uma boa parte das pessoas.

parabéns flor!
:*

Desirée disse...

Ownnnn!
Muito fofoooo!
Bjos :)

Ma. disse...

É bom ter algo dentro da gente, que não a gente. :)
Muito lindo esse texto.

O Profeta disse...

...Às vezes uma intensa alucinação
Em que viajas pelo meu eu
Às vezes o mundo fica em espera
Da união do mar com o céu

Onde param os teus anseios
Onde encontras a sublime calma
Nestes dias de dura tormenta
Onde aqueces a tua alma?

Voa comigo...


Mágico beijo

Joyce Carolini. disse...

Você fala de minhas doçuras, o que são as tuas...Menina de palavras bonitas?!
Tão belo esse texto! Amei!

Beijos linda Tatá!



P.S.:Tem postagem nova.

Bami disse...

A cada dia me encanto mais com os seus textos. Sua forma de encaixar as palavras me inspiram, me alegram. Vc escolhe cada palavra, cada vírgula pra que nada fique fora do lugar.
Nem preciso dizer que tbm amei esse poema em prosa que vc escreveu. Tava com saudades daqui.
Bjooss

disse...

Lindeza...

Lucas Lima disse...

nada melhor que romantismo encaixado em uma boa estrutura poética, rsrs
bons dias.

Pequetito disse...

Eu fico sempre de queixo caído!

Não tem jeito.
Imagino a tua capacidade de amar e fazer alguém feliz com tanto amor que vc emite em palavras e textos cheio de letrinhas perfumadas com a tua bela e encantada essência do ser!
Que texto mais lindo!
O gde sonho do teu pequetito amigo é um dia encontrar alguém que tenha esta magia... nem precisa ser TODA esta q só vc tem, mas que consiga viver percebendo a vida, pulsando alegria de viver, vibrando amor, coisas bonitas e perfeição em pensamentos!!
Como vc é linda Tatázinha!
Uma menina... uma menina-mulher, uma garota doce, madura, delicada e inteligente, daquelas que não existem mais!
Bonita em sorrisos, altinha e elegante, apaixonante em emoções e sentimentos!
Amo tanto vc minha amiga!
Obrigado... por tudo, pelos contatos, aprendizados e luz!
Uma beijoca do pequeno mais pequeno ... que te admira justamente por vc ser tão grande! E única!
Acho que nunca li algo assim como hj! ='] Beijoooo menina!

Marcelo Mayer disse...

o blog se chamar "ponto" já é mais suficiente que gosta muito de clarice lispector.

vivemos em perguntas, e achar respostas é frustrante. por isso faça como CL, viva. já tá bom demais saber isso.

belo poema direto!

bjs!

Babih Xavier disse...

Belo nome de Blog esse hein...
seus textos são profundos...

gii manucelli disse...

'Se eu não carregasse uma boa parte tua dentro de mim, eu não ficaria ensaiando mil maneiras de te demonstrar afeto, ainda que eu cole declarações de amor em cada gesto meu.'
se eu falar que isso mecheu comigo você credita ?!
TUDO TÃO LINDO *-*

beijos ;*

Liza Santana disse...

Por nada Tatá! (posso te chamar assim neh?)
Tu que és uma flor de menina.
Sua sensibilidade é linda. =D
Tuas palavras me confortam e trazem brilho à vida.

Bjo

Juju disse...

Lindo, lindo, é verdade nossos posts se encontram em alguns pontos e pára de modéstia, menina, teus posts transbordam tanta sinceridade quanto os meus.

Beijujubas

Márcia Amaral disse...

morri, perfeito demais o texto :O

Gabriela disse...

E pintou no meu rosto o amor que lhe transbordou ao escrevê-lo e depositar em palavras, coisas tão lindas da alma. Muitíssimas, deveras!
Creio que a comoção salta e já a vontade de continuar a ler se alia à de viver.
Belas palavras, magnífica poesia, flor... (:

ps: saudades de ler textos tão lindos assim.

Maari. disse...

heey,
Que beleza de texto!
''Mas acontece que eu levo um trejeito, gesto, pedaço inteiro teu, em cada canto meu.''
Lindo, liindo ;*

bih disse...

Olá Thaís!
Adorei o texto, como sempre você arrasa!
" Te entrego uma nota simples e te vejo transformá-la rápido, em canção." Muito fofo!
Obrigada pela visita, postei no hello ^^
Beijos e sucesso :*

dreamsaboutme disse...

Nossa..Primeira vez que passo aqui e achei seu texto tão lindo, poetico, sincero..Virei fã!Que amor é esse tão grande pelo simples da vida, hein? Adorei mesmo! Beijos

Jéssica disse...

Olá amore!
Tô meio sumida daqui, sorry!
Adorei o texto! Como sempre você se supera a cada post e nem todos os parabens do mundo podem dizer o quanto eu admiro isso :D

Bjokas*

Joyce Carolini. disse...

Bela e doce Tatá. Tem selinhos pra ti!

Beijos girassol!

Jessie disse...

Que texto mais fofo flor!Quase chorei aqui, lembrando de outra pessoa que ainda carrego dentro de mim.

"Se eu não carregasse uma boa parte tua dentro de mim, não ficaria passando e repassando cenas e falas na minha mente, diariamente. Na esperança de que assim, eu saberia fingir racionalidade ao me dirigir à tua presença, mesmo sabendo que na hora tudo se esvai. "

Perfeitamente descrito..amo seus textos linda

Beijos mil

Ps:troquei de layout, dps me visite

Lillian disse...

Muito, muito, muito lindo esse texto!
Mostra o quanto uma pessoa pode significar em nossa vida, e que a sua presença muda tudo em nosso íntimo.

Beijos!

Daniela Filipini disse...

Meu Deus... Como isso foi bonito!

Aline disse...

Texto muito muito lindo!
Quem me dera ter um amor assim... mas acho que eu seria mais racional e não tão sensível assim. Ou digo isso porque não estou apaixonada.
Quem sabe um dia...

Gabriela Castro disse...

Simplesmente lindo!
;*

Juju disse...

Lindo, lindo, lindo^^

Beijujubas

Marie disse...

Volteiiii Também. Carrego sempre algo que meu coração as vezes quase sucumbe.

Lady disse...

Tatá, um dia desses eu vou usar um texto seu pra mandar de depoimento pro meu namorado rsrs vc escreve TUDO o que eu tenho vontade de falar e não consigo, comofaz?
tem selo lá no blog ;)
beijo, princesa

Ana Cristina disse...

Peço desculpas por não ter lido o seu texto [que deve estar lindo, to curiosa], mas é que eu estou passando aqui com pressa e escondida da minha mãe. [Medo]!
Queria pedir desculpa pelo sumiço e tals, fique a vontade para passar lá no blog.
Depois passo aqui com mais calma!
Tchau e até mais!

Isabela disse...

Só o nome do texto já é lindo.
Lindo! (:

lpzinho disse...

Saudade de vc... e da tua maneira linda de perfumar o mundo com amor, alegrias e cheiros frescos de vida! Te amo amiguinha maior!!! =) Tatá apavora!







Design e código feitos por Julie Duarte. A cópia total ou parcial são proibidas, assim como retirar os créditos.
Gostou desse layout? Então visite o blog Julie de batom e escolha o seu!